Um homem é morto e outro preso por participação na morte de vigilante em Bragança

Um homem morreu e outro foi preso na manhã desta quarta-feira (10), em Augusto Corrêa, nordeste do Pará, durante uma ação conjunta entre as polícias Civil e Militar na investigação da morte do vigilante Frank Max Coelho. A vítima foi assassinada a tiros, na noite da última terça (9), em frente ao Mercantil Floresta, no bairro Padre Luiz, em Bragança. Conforme uma fonte da polícia relatou à Redação Integrada de O Liberal, o suspeito detido teria sido o autor dos disparos que mataram Frank

Foi a partir de uma denúncia anônima que as autoridades chegaram até a dupla. A informação repassada à polícia era de que os suspeitos de envolvimento no homicídio de Frank estavam escondidos na Vila do Livramento, que fica em Augusto Corrêa, município que fica distante a mais de 16 quilômetros do centro de Bragança.

A PM e a PC, juntas, se deslocaram até o local denunciado. Chegando lá, três homens armados saíram de uma casa assim que perceberam a presença dos agentes. O trio, conforme o relato da polícia, atiraram contra as polícias Civil e Militar. Um dos suspeitos conseguiu fugir. O restante foi ferido durante o confronto.

Marcos Vinicius da Silva Pereira foi socorrido para a Unidade de Pronto Atendimento de Bragança (UPA) após ser alvejado no conflito. Segundo as autoridades, ele portava uma pistolaapreendida logo depois. Marcos foi detido em flagrante pelos crimes de homicídio e tráfico de drogas.

O outro homem que atirou contra a polícia foi identificado como Roger Araújo de Souza. Ele também foi baleado e utilizava uma arma de fogo de fabricação caseira. Roger não resistiu aos ferimentos.

Dentro do imóvel que os suspeitos estavam escondidos, foram confiscadas 109 porções pequenas de maconha e uma barra grande do mesmo entorpecente, além de papelotes de oxi, munições, um celular e uma balança. Todo o material foi apresentado na delegacia de Bragança.

Nas proximidades da casa de Marcos, a polícia apreendeu uma moto FAN 105, sem placa. As autoridades identificaram que esse veículo foi o mesmo utilizado na morte do vigilante Frank Max Coelho. O caso segue sendo investigado pela PC. 

FONTE: O LIBERAL/ FOLHA DE BRAGANÇA

IMAGEM: REPRODUÇÃO

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *