Pará registra aumento alarmante de denúncias e violações contra crianças e adolescentes na web

No estado, denúncias subiram de 15 para 45; as violações elevaram-se de 48 para 158, de 2022 para 2023.

De 2022 para 2023, o estado do Pará apresentou elevação de denúncias e violações contra crianças e adolescentes em ambiente virtual, em contraponto à queda desses registros no Brasil, de acordo com os dados recebidos pelo Disque 100 de denúncias contra crianças e adolescentes, do Ministério dos Direitos Humanos e Cidadania (MDHC). O estado saiu de 15 denúncias em 2022 para 45 em 2023, um aumento de 200%, e pulou de 48 violações em 2022 para 158 em 2023, elevação de 229,17%. Neste mesmo período, o Brasil registrou 3.623 denúncias em 2022 e 2.793 em 2023, ou seja, redução de 830 (22,90%); em 2022, foram 12.039 violações e, em 2023, 10.560, diminuição de 1.479 violações (12,28%), considerando-se que uma denúncia pode envolver mais de uma violação.

Em 2024, até o final de abril, o Pará 13 denúncias e 51 violações. De 2022 até 28 de abril de 2024, o estado teve 73 denúncias e 257 violações. O país teve em 2024, até o final de abril, 710 denúncias e 3.195 violações, e, de 2022 até 28 de abril último, 7.126 denúncias e 25.794 violações. Os números mostram-se graves e, por isso, acaba de entrar em vigor a Resolução nº 245, de 5 de abril de 2024, do MDHC/Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente/Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), que dispõe sobre os direitos das crianças e adolescentes em ambiente digital.

FONTE: O Liberal
IMAGEM: O Liberal

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *