Ministério Público denuncia mulher que praticou homofobia contra casal em padaria em SP

Jaqueline Santos e Laura Athanassakis foram acusadas pelos crimes de injúria racial, lesão corporal, ameaça e vias de fato
O Ministério Público denunciou na última segunda-feira (29) as mulheres que praticaram homofobia e agrediram um casal de homens após confusão em uma padaria, localizada no bairro Santa Cecília, no centro de São Paulo. A agressão aconteceu no mês de fevereiro deste ano.
As agressoras, identificadas como Jaqueline Santos Ludovico e Laura Athanassakis Jordão, foram acusadas pelos crimes de injúria racial, lesão corporal, ameaça e vias de fato.
O vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostrou o momento em que Laura grita ofensas homofóbicas e agride o casal que chegava no estabelecimento após uma festa. Na denúncia realizada pelo Ministério Público, evidencia-se a ameaça de Jaqueline feita às vítimas: “eu tenho uma arma no carro e vou resolver essa situação”.
Na decisão do MP, o juiz ainda determinou que Jaqueline pague ao menos 10 salários mínimos de indenização para Adrian e Rafael, vítimas das agressões. Laura, que também participou das ameaças feitas ao casal, foi sentenciada a pagar cinco salários mínimos para cada um.
Em nota, a defesa do casal afirmou que recebeu a notícia da denúncia contra as mulheres com “serenidade e anseio por justiça”. Segundo Flávio Grossi, representante da defesa do casal, as penas máximas previstas em lei, somadas, para Jaqueline podem chegar a 12 anos de prisão, enquanto para Laura a 10 anos.
A defesa ainda completa que o casal é grato ao trabalho desenvolvido pela Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância de São Paulo, a DECRADI, bem como ao Grupo Especial de Combate aos Crimes Raciais e de Intolerância do Ministério Público.
“Espera-se que o presente caso, que ganhou atenção midiática, sirva de lição pedagógica a todos os homotransfóbicos ainda existentes: LTGBTfobia é crime e não tem qualquer lugar na sociedade democrática brasileira”, aponta a defesa.
FONTE: CNN
IMAGEM: Reprodução redes sociais

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *