Lula demonstrou preocupação com nível de renúncias fiscais, diz Haddad

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, afirmou que conversou com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre a trajetória dos gastos públicos. A reunião desta segunda-feira (17) também teve a participação da ministra do Planejamento, Simone Tebet.

“Nos abordamos essa questão de forma preliminar. Expusemos várias planilhas sobre evolução da receita, evolução da despesa […] o que isso significa em termos de impactos, para que ele se familiarize com os números”, disse Haddad.

O ministro também citou a preocupação do presidente com relação às renúncias fiscais. Segundo Haddad, as renúncias seguem em um patamar de R$ 519 bilhões, considerando números de 2023.

Outro ponto que Haddad ressaltou foi que a carga tributária caiu no ano passado e que o governo fez uma recomposição para tentar reequilibrar as contas. Em 2023, a carga recuou mais de 0,6% do Produto Interno Bruto (PIB).

Já a ministra do Planejamento e Orçamento, Simone Tebet, disse que o presidente Lula se mostrou mal impressionado com o aumento dos subsídios nos gastos públicos.

Segundo Tebet, Lula deu aos ministros da área econômica tempo para se debruçarem sobre os números e apresentarem soluções.

Em fala à imprensa ao lado de Haddad, Tebet disse que o aumento do gasto da previdência está relacionado ao aumento da renúncia tributária.

FONTE: CNN

IMAGEM: Reprodução

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *