Ex-servidor é preso suspeito de furtar centrais de ar de secretaria em Ourilândia do Norte

Railson Miranda Vilarim, ex-servidor temporário da Prefeitura de Ourilândia do Norte, sudeste paraense, foi preso na manhã desta sexta-feira (21), naquele município, durante a primeira fase da operação “Mormaço”, que tem como objetivo de elucidar o furto de 31 centrais de ar da Secretaria Municipal de Educação. De acordo com os primeiros levantamentos realizados pela polícia, o prejuízo para a cidade foi avaliado em R$ 93.276,99.

As investigações estão sendo conduzidas há pelo menos seis meses, sob a coordenação do delegado superintendente regional, Rafahel Machado, e da equipe da Delegacia de Ourilândia do Norte. Até então, o trabalho era totalmente sigiloso. A operação visa elucidar de vez o crime e restabelecer o patrimônio público furtado. E ainda descobrir se há outros envolvidos e motivações por trás do furto das centrais de ar.

Entre os crimes investigados estão peculato (crime cometido por servidor público), coação no curso do processo e receptação qualificada. A autuação a Railson se dá porque ele era servidor à época em que os crimes investigados foram cometidos. Ele foi submetido a exame de corpo de delito e encontra-se à disposição do Poder Judiciário. A ação contou com agentes das delegacias de Tucumã e São Félix do Xingu, vinculadas à Superintendência Regional do Alto Xingu.

Durante os trabalhos policiais, foram apreendidos celulares, computadores, mídias, eletrônicos, cartões de crédito, máquinas de cartão e documentos. Todas as centrais de ar já foram vendidas. O delegado Elioenai, da Delega​cia de Ourilândia do Norte, explicou que a operação pode se desdobrar em novas fases. Agora a Polícia Civil tenta encontrar quem foram os receptadores e quem sabe até recuperar os bens furtados.

Após o crime, a própria Prefeitura Municipal de Ourilândia do Norte, através da Secretaria Municipal de Educação e da Procuradoria do Município, registraram a ocorrência junto à Polícia Civil. A investigação foi iniciada. O prefeito e o secretário também determinaram a tomada de medidas internas e administrativas em relação ao furto dos equipamentos. Essas medidas não foram detalhadas pela gestão. As informações são do Fato Regional.

FONTE: O LIBERAL

IMAGEM: Reprodução

Compartilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *